A Inglaterra do século XVI

Nesse período, a economia inglesa era baseada na circulação de mercadorias e as relações feudais ainda existiam.

A Inglaterra do século XVI encontrava como palco um país capitalista, que passava por uma revolução comercial. Nesse período, a economia inglesa era baseada na circulação de mercadorias e as relações feudais ainda existiam.

Durante esse século, o país acumulou capital, o que contribuiu para o desenvolvimento econômico e a revolução industrial dos séculos seguintes (XVII e XVIII). A Inglaterra já contava com poderio naval e comercial durante o século XVI, fatores que contribuíram para que o país se tornasse um dos maiores impérios coloniais do período.

Ainda no contexto do século XVI, a Inglaterra apresentava grandes reservas de ferro e carvão, e contava com o absolutismo monárquico, que vigorou entre os séculos 16 e 17, nos reinados de Henrique 8° e Elizabeth 1ª.

O absolutismo inglês desse período já mostrava um certo enfraquecimento da monarquia, pois o rei tinha seu poder limitado pela atuação do parlamento, o que tornava a centralização política da figura do rei equilibrada com a descentralização do poder.

Veja Também


União Ibérica

O mundo antes da revolução industrial

Reunificação da Alemanha

O que foram as Capitanias Hereditárias

Império Romano

Imperialismo