Alcântara Machado

Antônio Castilho de Alcântara Machado Oliveira foi um escritor, jornalista e cronista brasileiro.

Alcântara Machado foi um dos escritores mais importantes da prosa modernista de 1922. Saiba mais!

Antônio Castilho de Alcântara Machado Oliveira foi um escritor, jornalista e cronista brasileiro que nasceu em 25 de maio de 1901, em São Paulo. Na juventude, Machado estudou direito e escreveu críticas literárias para o Jornal do Comércio. Em seguida, ele se tornou redator chefe da publicação.

O amor ao jornalismo fez com que Alcântara Machado nunca chegasse a exercer a profissão de advogado. Ele esteve ligado ao movimento modernista, e foi amigo de Oswald de Andrade.

Alcântara Machado é considerado um dos nomes mais importantes da prosa da Geração de 1922. Seu primeiro livro foi “Pathé Baby”, de 1925.

Em 1928, ele publicou "Brás, Bexiga e Barra Funda" e trabalhou na fundação de duas revistas modernistas: “Terra roxa e outras terras” e “Revista da Antropofagia”.

Em 1929, Machado lançou seu segundo livro de contos, "Laranja da China". Em 1931, Machado se candidatou ao cargo de deputado federal. Ele foi eleito, mas não chegou a tomar posse.

Antônio Castilho de Alcântara Machado Oliveira faleceu em São Paulo, no dia 14 de abril de 1935, aos 34 anos de idade. O autor deixou um romance inacabado, “Mana Maria”, que foi publicado em 1936.

Apesar de não ter alcançado grande sucesso como escritor durante a vida, a obra de Alcântara Machado foi muito elogiada e prestigiada depois de sua morte. Hoje, o autor é considerado um nome de grande relevância dentro do movimento modernista brasileiro.

Veja Também

Dalai Lama

Margaret Thatcher

Aristóteles

Wolfgang Amadeus Mozart

Alcântara Machado

Carlos Drumond de Andrade