Alquimia

A alquimia sempre teve um aspecto místico.

A alquimia é uma filosofia ancestral que envolve aspectos da química, da astrologia e do misticismo.

A filosofia da Alquimia surgiu há milhares de anos. Essa é uma prática ancestral, que teve origem durante a Era Medieval. A alquimia sempre teve um aspecto místico.

Essa ciência envolve noções de química, física, astrologia, arte, metalurgia, medicina, misticismo e religião. Os praticantes dessa filosofia são chamados de alquimistas, geralmente pessoas espiritualizadas e idealistas, que acreditam ser possível encontrar a Pedra Filosofal, uma substância que teria o poder de transformar tudo em ouro, garantir a vida eterna e possibilitar a cura de todas as doenças.

Etimologicamente, a palavra alquimia vem do árabe, AL-Khemy, que significa "a química". A ciência já era empregada no século III a. C. em Alexandria.

Podemos dizer que a alquimia surgiu a partir da mistura de três correntes: a filosofia grega, o misticismo oriental e a tecnologia egípcia. Todos os preceitos e axiomas alquímicos se encontram na “Tábua Esmeraldina”.

Muitos sábios dedicaram sua vida à pesquisa alquímica. Eles tinham como objetivos conseguir transformar materiais opacos em metais brilhantes e nobres, e descobrir o elixir da vida.

Hoje, alguns pesquisadores atribuem à alquimia o título de "proto-ciência", já que ela apresenta aspectos relacionados à religião. Ainda assim, a alquimia é considerada importante, pois foi a precursora da Química Moderna.

Veja Também

Ecletismo Espiritualista

Antropomorfismo

Diversidade Cultural

Política Ideal

Agnosticismo

Pragmatismo