Aristóteles e a razão

Aristóteles era o discípulo de Platão, que sempre divergiu o seu mestre, ele realizou grandes pregressos na física e na biologia.

Aristóteles foi discípulo de Platão, mas sempre divergiu de seu mestre. O filósofo realizou grandes progressos em biologia e física, mas nunca deixou de lado os assuntos humanos e sempre esteve ligado à ética e à política.

Para Aristóteles, "Nada está no intelecto sem antes ter passado pelos sentidos". Segundo ele, nossa razão não é apenas receptora de informações.

Ainda segundo o filósofo, as coisas que acontecem de modo esporádico ou ao acaso, como o fato de uma pessoa ser baixa ou alta, não é essencial. Para Aristóteles, essas características são acidentes.
Aquilo que podemos diferenciar em meio a tudo o que tem definição e a tudo o que é considerado acidente, Aristóteles chamou de papel da razão.

Para ele, a razão abstrai, separa e organiza os objetos segundo critérios.

Veja Também

Como passar no concurso público?

Xamanismo

Antropomorfismo

Chakra

Princípios Metafísicos

Aristóteles e a razão

Dogmatismo