Carbono 14

O carbono-14 é representado pelo símbolo C14, e também é chamado de radiocarbono.

O Carbono-14 foi descoberto pelo químico Willard Libby, em 1947.

O carbono-14 é representado pelo símbolo C14, e também é chamado de radiocarbono. Trata-se de um isótopo radioativo natural do elemento carbono.

O número 14 faz referência ao número de massa, que é formado por 6 prótons e 8 nêutrons. O carbono-14 se forma nas camadas superiores da atmosfera. O elemento foi descoberto pelo químico Willard Libby, em 1947.

As primeiras pesquisas sobre esse elemento mostraram que o Carbono 14 (14C) está presente nos tecidos vivos de animais, plantas e do homem. Já o Carbono 12 (12C) pode ser encontrado na composição do diamante, da grafite e do aço.

Uma característica do Carbono-14 é que ele é um isótopo radioativo instável, que decai a um ritmo lento depois da morte de um organismo vivo. Assim, analisando a quantidade de carbono 14 presente em tecidos mortos encontrados em pesquisas arqueológicas fica fácil a identificação da idade do material. Ou seja, a medição dos valores do isótopo radioativo num fóssil indica quantos anos se passaram desde sua morte.

A técnica do carbono 14 para a datação de cadáveres só pode ser usada para tecidos com, no máximo, 70 mil anos de idade. Pela técnica, a quantidade de C-14 do tecido orgânico deve ser dividida pela metade a cada 5.730 anos.

A datação por Carbono-14 pode ser empregada em madeiras, sedimentos orgânicos, ossos e outros tipos de materiais.

Veja Também

Como passar no concurso público?

O que é Luz Policromática e Monocromática?

Sonar

Lei de Coulomb

Leis do eletromagnetismo

Explicação – Choque quando tocamos em outra pessoa

Efeito Doppler