Ciclo do Pau-Brasil

A procura pelo Pau-Brasil chegou a colocar a espécie próxima à extinção.

O Ciclo do Pau-Brasil durou quase dois séculos. A exploração dessa árvore tipicamente brasileira começou durante o período do descobrimento do Brasil pelos colonizadores portugueses.

A procura pelo Pau-Brasil chegou a colocar a espécie próxima à extinção. Durante o ciclo do Pau-Brasil a matéria-prima era enviada principalmente à Europa, onde era utilizada na tintura para tecidos.

Em 1502, a extração da madeira foi arrendada a negociantes de Lisboa que tinham o direito de vender o pau-brasil e escravizar os índios.

Só nos primeiros anos de colonização foram mais de três expedições ao litoral brasileiro em busca de Pau-Brasil. Américo Vespúcio participou desse movimento, ajudando a construir uma fortaleza no porto de Cabo Frio, no Rio de Janeiro.

A primeira expedição em busca da madeira aconteceu em 1501, comandada por Gaspar de Lemos, e percorrendo a Mata Atlântica.

Os índios também eram obrigados a cortar as árvores. Nesse período, cerca de 20 mil toras de pau-brasil foram removidas apenas da feitoria de Cabo Frio.

O Ciclo do Pau-Brasil durou até 1832, quando foram descobertos os primeiros corantes artificiais. Em 1875, D. Pedro II extinguiu o imposto que era cobrado sobre a exportação do pau-brasil.

A madeira de pau-brasil passou então a ser procurada para a fabricação de instrumentos musicais, pois dava o timbre perfeito aos violinos e violoncelos.

O pau-brasil foi o primeiro produto a ser explorado pelos portugueses no Brasil.

Veja Também

Como passar no concurso público?

Breve história da China

Guerra de Canudos

Breve história da Onu

Imperialismo

Ascensão e queda do Império Napoleônico

TNP – Tratado de Não Proliferação Nuclear