Como funcionam as armas biológicas?

As armas biológicas são muito temidas e representam um grande risco para a humanidade durante conflitos.

As armas biológicas são feitas em laboratório para espalhar agentes infecciosos.

As armas biológicas são muito temidas e representam um grande risco para a humanidade durante conflitos. Um exemplo de episódio no qual foram utilizadas armas biológicas é a Guerra do Golfo, quando o Iraque lançou mão desse recurso em ataques terroristas.

Uma arma biológica tem um alto potencial de mortalidade, sendo capaz de destruir cidades inteiras e matar milhares de pessoas. Esse tipo de arma é feito a partir de agentes químicos e biológicos que podem se espalhar e contaminar o ar, a água e os alimentos.

Toda arma biológica é um artefato pensado e desenvolvido para espalhar agentes vivos, que podem ser vírus ou bactérias, com o objetivo de infectar e matar o maior número possível de pessoas. O processo de fabricação desse tipo de arma é a partir da manipulação de agentes infecciosos.

Um exemplo de agente utilizado nessas armas é o antraz, uma substância com alto potencial de destruição. O antraz pode gerar uma epidemia devastora.

As armas biológicas causam medo, pois são silenciosas. Elas podem espalhar a desgraça a uma nação em pouquíssimo tempo.

Essas armas são criadas em laboratórios com ideais de guerra, morte em massa e destruição. Em 1972, 144 países assinaram uma convenção internacional que proíbe o uso de substâncias tóxicas em ataques bélicos e guerras em geral.

Veja Também


Sentido do tato

Membrana Plasmática

Citoplasma

Transplante de Órgãos

Suor

Células tronco contra doenças cardíacas