Democracia no mundo árabe

O mundo Árabe esta ávido por democracia, com a maioria dos países tentando manter suas ditaduras.

O mundo árabe está ávido por democracia. Com a maioria dos países tentando manter suas ditaduras, a população tem se revoltado e ido às ruas protestar.
As revoltas populares contra os regimes autoritários têm sido manchetes nos noticiários há meses, principalmente no Iêmen e na Líbia.
Na Tunísia, os populares conseguiram derrubar o ditador Zine El Abidine Ben Ali, e Hosni Mubarak também caiu no Egito. Diante dessas duas vitórias rumo à democracia, outras nações arábes começaram a se movimentar na mesma direção.
Na Líbia, o ditador Muammar Kadhafi, que governou o pais por 42 anos, não resistiu aos protestos, fugiu e acabou sendo morto em 2011.
A busca pela democracia tem sido incentivada pelas redes sociais, como o Facebook.
A democracia nos países arábes é difícil de ser alcançada, especialmente, por causa do fundamentalismo religioso, do nacionalismo exagerado e das diferenças sociais entre a população.

Veja Também

Como passar no concurso público?

Casamento Gay

Conflito na Ucrânia

Meta de erradicação da pobreza no Brasil

Tudo sobre as drogas

O que é Impeachment?

Infraestrutura do Brasil para Copa do mundo