Ecletismo Espiritualista

Por Click Estudante - Publicado em 12/06/2013

Ecletismo Espiritualista

O ecletismo espiritualista foi uma corrente filosófica do século XIX.

O ecletismo espiritualista é uma corrente filosófica que foi apoiada por intelectuais. Essa filosofia discutia a liberdade, a vontade, a sensação e a razão.

O conceito e os mistérios da alma também eram discutidos nessa corrente de pensamento. O ecletismo considera a alma sensível; e a vontade e a razão como manifestações ativas.

O ecletismo foi a filosofia oficial entre 1840 e 1880. Os maiores representantes dessa corrente no Brasil foram Mont’Alverne, Gonçalves Magalhães, Ferreira França Morais e Vale e Antonio Pedro de Figueiredo.

As raízes dessa filosofia apareceram, inicialmente, na França. O fenômeno do espiritualismo eclético francês começou nos meios católicos e se desenvolveu por fora da linha escolástica. Alguns destes espiritualistas ecléticos se pautavam pelo tradicionalismo, o ontologismo e o intuicionismo.

Os primeiros espiritualistas ecléticos da França foram: Laromiguiére (1756-1837), autor de Lições de filosofia; Royer-Collard (1763-1843), Maine de Biran (1766-1824) e Victor Cousin (1792-1867).

O filósofo pioneiro na introdução do termo "espiritualismo" na filosofia foi Victor Cousin, no século XIX. Para ele, o ecletismo espiritualista era a verdadeira doutrina do homem.



Links relacionados:  corrente filosófica | 

Sugestões para filosofia:

Tradicionalismo

O tradicionalismo é uma ideia filosófica que considera a sociedade como uma criação que respeita a tradição. Saiba mais!...

Categoria: Filosofia.
Matéria escolar lida 397 vezes

A luta de classes

A luta de classes é um conceito definido pelo filósofo alemão Karl Marx....

Categoria: Filosofia.
Matéria escolar lida 449 vezes

Vida dos Filósofos

Os filósofos antigos dedicavam suas vidas à exposição ideológica e ao entendimento da relações humanas....

Categoria: Filosofia.
Matéria escolar lida 435 vezes

Agnosticismo

O agnosticismo é uma filosofia baseada na razão e na comprovação científica dos fatos....

Categoria: Filosofia.
Matéria escolar lida 412 vezes