Genocídio e Etnocídio

As duas palavras estão relacionadas a uma limpeza étnica, mas genocídio é um termo que vem do grego e significa família, e do latim, onde significa matar.

Genocídio e etnocídio estão relacionados a não aceitação das diferenças étnicas, raciais e culturais.

Os conceitos de genocídio e etnocídio podem ser considerados semelhantes, mas apresentam algumas diferenças. As duas palavras estão relacionadas a uma limpeza étnica, mas genocídio é um termo que vem do grego e significa família, e do latim, onde significa matar. Assim, podemos dizer que genocídio significa levar à extinção ou tentar destruir de forma definitiva.

Ao longo da história, a palavra foi usada para descrever a destruição de raças ou etnias. Esse conceito foi inicialmente pensado e utilizado para falar sobre o Holocausto promovido pelos nazistas alemães. O termo foi criado por Raphael Lemkin, em 1944.

Já a palavra etnocídio significa a destruição de uma cultura, e não de um povo ou etnia. O etnocídio pode ser interpretado como um processo de aculturação, na tentativa de evoluir uma cultura para um modelo superior.

Assim, podemos considerar que o termo genocídio faz referência ao extermínio de um grupo étnico-racial, enquanto o termo etnocídio não significa a destruição física, ou a morte, mas sim a destruição de uma cultura, das tradições e modos de vida de uma população.

Um ponto em comum é que tanto o genocídio, quanto o etnocídio não aceitam as diferenças.

Veja Também

Maioridade Penal

MST do Brasil

Crime organizado

Etiqueta social

Canibalismo

Fome mundial