Gonçalves Dias

Antônio Gonçalves Dias nasceu em 10 de agosto de 1823, em Caxias, no Maranhão.

Gonçalves Dias foi um grande poeta do Romantismo Brasileiro. Conheça a obra do autor!

Antônio Gonçalves Dias nasceu em 10 de agosto de 1823, em Caxias, no Maranhão. Ele era filho de um comerciante português com uma mulher mestiça de negro e índio.

Gonçalves Dias estudou direito em Coimbra, Portugal. Nessa época, ele conheceu escritores românticos portugueses e passou a se interessar pelo universo literário.

Dias se tornou um poeta. Ao voltar para o Brasil, ele começou a se destacar como intelectual, poeta e teatrólogo.

Gonçalves Dias é considerado um grande escritor indianista. Ele fazia parte da geração romântica e foi um dos melhores poetas líricos do Brasil.

Gonçalves Dias escreveu seu poema mais conhecido no tempo em que morava em Portugal. O texto “Canção do Exílio” foi escrito em 1843, e se tornou famoso por expressar o sentimento da solidão.

Gonçalves Dias retornou ao Maranhão em 1845, já formado em Direito. Ele trabalhou para o governo imperial.

Em 1847, Gonçalves Dias publicou o livro "Primeiros Cantos". Em 1848, lançou o livro "Segundos Cantos".

Em 1849, Dias foi nomeado professor de Latim e História do Brasil no Colégio Pedro II. Ele também trabalhou para o Jornal do Comércio, a Gazeta Mercantil e o Correio da Tarde. Mais tarde, ele fundou a Revista Literária Guanabara.

Gonçalves Dias publicou o livro "Últimos Cantos" em 1851. Depois disso, ele passou a exercer o cargo de oficial da Secretaria de Negócios Estrangeiros.

Dias foi apaixonado por Ana Amélia, mulher que inspirou o poeta a escrever o poema "Ainda Uma Vez — Adeus!".

Gonçalves Dias ficou muito doente e foi se tratar na Europa. Ao voltar para o Brasil, o poeta acabou morrendo no naufrágio do navio Ville de Boulogne, que afundou na região do Maranhão. O naufrágio aconteceu em 3 de novembro de 1864.

A obra de Gonçalves Dias foi direcionada à exaltação da pátria e à figura do índio. Os poemas do autor são clássicos do Romantismo Brasileiro.

Veja Também

Hugo Chávez

Anita Garibaldi

Antoine Laurent Lavoisier

Ariano Suassuna

Bill Gates

Salvador Dali