História da Medicina

É de extrema importância para o mundo a medicina, os avanços nessa área que garante a longevidade do homem.

A medicina é uma ciência antiga e de extrema importância para o mundo. São os avanços nessa área que garantem a longevidade do homem e a cura para doenças.

Desde os tempos mais remotos foram verificadas formas de curar enfermidades, como procedimentos primitivos e rituais. Mas a medicina, como ciência, começou a surgir na Grécia, há mais de 2500 anos, com estudos baseados na dissecação de animais. O grego Hipócrates é considerado o pai da medicina.

Os egípcios também desenvolveram técnicas de tratamentos e emplastros para curar seus faraós.

Foi durante a Idade Média que os pesquisadores e cientistas realizaram as primeiras dissecações em corpos humanos com o objetivo de entender a anatomia e a fisiologia. Já nesse tempo, a medicina estava relacionada com a química, a biologia e outras ciências.

O primeiro manual moderno de história da medicina foi redigido em francês pelo médico Daniel Le Clerc, reconhecido como o “Pai da História da Medicina”.

A chamada medicina moderna começa no século XVIII e os avanços nessa área se consolidam no século XIX, com a invenção do microscópio. A partir daí, Louis Pasteur descobriu que as bactérias são as causadoras de grande parte das doenças.

A história da medicina traça um panorama dos principais aspectos da teoria e da prática médica e ajuda a compreender o longo caminho percorrido até a medicina que conhecemos nos dias de hoje.

Veja Também


Animais Vertebrados

Polinização

Vírus e Bactérias

O que é vida ou não vida?

Por que grávidas enjoam?

Como mantemos o equilíbrio do corpo?