História do Rádio no Brasil

Na década de 30, o rádio no Brasil teve sua consolidação.

O Rádio no Brasil se iniciou na década de 20, a primeira emissora oficial, é a Rádio Sociedade do Rio.

As transmissões não divulgava anúncios, apenas óperas, concertos e palestras.

Na década de 30, o rádio no Brasil teve sua consolidação, o primeiro documento sobre Radiodifusão foi criado em 1931.

Ainda na década de 30, surgiram os primeiros profissionais e os programas passaram a ter horários fixos. Em 1934, Vargas criou a Voz do Brasil, programa diário, transmitido até os dias de hoje.

Na década de 40, surge o IBOPE, órgão regulamentador da audiência.

Na década de 50, a rádio entrou em decadência com o surgimento da TV. Começa então a busca por uma nova linguagem e regionalização da programação.

Na década de 60, a tecnologia está a todo vapor e o radiojornalismo se torna mais atuante.

Na década de 70 as rádios aumentam a participação de links ao vivo.

Na década de 80 surgem as redes de rádio AM/FM via satélite, com uma melhor qualidade. Surge também diversas rádios piratas, atrapalhando as transmissões das rádios atuais.

Na década de 90 mudam o gerenciamento das emissoras e a programação se torna via satélite digital, surge também a rádio na internet.

Nos anos 2000 em diante, a rádio está consolidando como um meio de comunicação mais utilizada nos veículos.

Veja Também


Imperialismo

A Revolta de Canudos

Saiba como foi o fim da União Soviética

Unificação da Itália

Guerra dos Mascates

A ciência no século XIX