Indústria brasileira

O IBGE divulgou em junho de 2013, a Pesquisa Industrial Anual relativa ao ano de 2011.

A indústria brasileira é amplamente diversificada, com destaque para os segmentos de automóveis, petroquímicos e aeronaves.

O IBGE divulgou em junho de 2013, a Pesquisa Industrial Anual relativa ao ano de 2011. Segundo o estudo, a receita da indústria brasileira em 2011 foi de 2,205 trilhões de reais.

Veja como foi o começo da industrialização do brasil

Ainda de acordo com o IBGE, a extração de petróleo e gás foi a atividade industrial com o maior nível de produtividade do Brasil, seguida pela mineração, fabricação de petróleo e de produtos de fumo.

Esse cenário positivo da indústria brasileira é fruto de muitos anos de desenvolvimento e diversificação da planta industrial do país. Essa história começou no final do século XIX, quando o Brasil iniciou seu desenvolvimento industrial.

As primeiras indústrias do país foram criadas em São Paulo e Rio de Janeiro. Nessa época, a indústria era dedicada a tecidos, calçados e produtos simples para o consumo do mercado interno.

Já durante o primeiro governo de Getúlio Vargas (1930-1945), a indústria brasileira evoluiu em muitos aspectos. Vargas promoveu a industrialização do país sancionando leis para a regulamentação do mercado de trabalho, medidas protecionistas e investimentos em infraestrutura.

A criação da Petrobrás, em 1953, também beneficiou a industrialização do país, fortalecendo a fabricação de gêneros derivados do petróleo, como a borracha sintética, as tintas, os plásticos e os fertilizantes.

O segundo momento de grande desenvolvimento industrial do Brasil foi durante o governo de Juscelino Kubitschek (1956 -1960). Nesse período, o capital internacional das indústrias multinacionais chegou ao país. Esse momento foi marcado pela instalação de montadoras de veículos, como a Ford, a General Motors, a Volkswagen e a Willys.

Nas décadas seguintes (70, 80 e 90), a industrialização do Brasil se diversificou. As indústrias de automóvel, máquinas, roupas, aviões, produtos alimentícios e eletrodomésticos começaram a ganhar cada vez mais destaque no país. Os pólos industriais passaram a se concentrar nas regiões sul, sudeste e norte (zona franca de Manaus).

Atualmente, a indústria brasileira é forte nos segmentos de automóveis, aço, petroquímicos, aeronaves e bens de consumo duráveis.

Veja Também


O que são ações?

Proatividade

Melhor forma de investimento em 2013

Por que o dólar aumenta e cai o tempo todo?

Coca Cola

O que são agiotas e onde estão?