Click EstudanteBiologiaInsulina

Insulina

Autor: Click Estudante

Lido: 697 vezes

Insulina

Antes de qualquer palavra, para quem não sabe, Insulina é um hormônio que é produzido pelo pâncreas, que por sua vez permite a entrada de glicose nas células para que seja transformada em energia. Pessoas que sofrem de diabetes não possuem essa rotina em seu corpo, precisando assim de injeções de insulina para remediar essa ausência.

Por isso, podemos dizer que a Insulina é uma espécie de chave que permite acesso as fechaduras do corpo, para que a glicose, que é o mesmo que açúcar no sangue, entre e seja utilizada como energia. Quando a glicose não consegue penetrar nas células, acaba se acumulando na corrente sanguínea e, quando não tratada a glicemia em níveis altos pode gerar complicações em longo prazo.

Além de atentar para o ponto acima, vale lembrar que, quando o açúcar no sangue chega a determinado nível, os rins começam a trabalhar para se livrar do excesso através da urina, porém, vale lembrar que, a freqüência fora do comum de ir ao banheiro urinar pode trazer alguns mal-estares, como por exemplo: fome, cansaço e por sua vez perda de peso. Preste atenção em quantas vezes costuma ir ao banheiro.


A glicose dos alimentos não é a nossa única fonte de energia, o corpo costuma receber essa energia de um tipo de açúcar complexo que é armazenado nos músculos e fígado e é mais conhecido como glicogênio. O fígado é responsável por converter essa substância em glicose e liberar na corrente sanguínea quando o indivíduo está muito estressado ou com fome, mas, quando existe insulina suficiente no corpo, os músculos a converte em energia sem liberá-lo diretamente no sangue.

Nas pessoas que sofre com diabetes tipo 2, o fígado acaba liberando doses excessivas de glicose, inclusive a noite, resultando em um número elevado de açúcar pela manhã. São nesses momentos que a injeção de insulina são de extrema necessidade, pois elas ajudam a reduzir o nível de glicose que foi liberado pelo fígado durante a noite inteira.

Para as pessoas que não sofrem com diabetes, os níveis de insulina colaboram com a recuperação dos ferimentos ou alguma cirurgia, com a ajuda dos aminoácidos que são os responsáveis por reconstruir as proteínas musculares, fazendo-os recuperar tamanho e força. Agora, quando não há níveis de insulina no corpo, a recuperação é lenta além de gerar músculos fracos devido a falta de aminoácidos, por isso que as pessoas que sofrem de diabetes demoram para se curar quando comparadas com pacientes que não possuem a doença.

Comentários

Sugestões de Artigos

Insulina
Insulina

Os níveis de insulina colaboram com a recuperação ...

Periodos de chuvas no Brasil
Periodos de chuvas no Brasil

Essas estimativas de chuvas são importantes para p...

Hermes da Fonseca
Hermes da Fonseca

Em 15 de novembro de 1910 se tornou presidente ele...

Dissertação
Dissertação

Para algumas pessoas a dissertação é a forma mais ...

Bomba de hidrogênio
Bomba de hidrogênio

A fusão libera cerca de 40% da energia do núcleo a...

Magnetismo Terrestre
Magnetismo Terrestre

Essa força de atração exercida pelos Pólos Sul e N...

Presença Portuguesa na África
Presença Portuguesa na África

Os portugueses colocaram em prática uma verdadeira...

Elizabeth Taylor
Elizabeth Taylor

Elizabeth Taylor foi uma famosa atriz do cinema mu...

Você conhece o Metanol?
Você conhece o Metanol?

Sua propriedade é parecida ao etanol, porém é mais...

Astroquímica
Astroquímica

A astroquímica começou a ser estudada em 1963, a p...

Cisma do Oriente
Cisma do Oriente

O ápice desse movimento aconteceu em 1054....

Pós-Kantianos
Pós-Kantianos

A filosofia dos pós-kantianos também é chamada de ...

© 2016 - Click Estudante - Pesquisas e Trabalhos Escolares |