Liberdade de imprensa

O jornalismo sério e comprometido com a verdade tem que ser imparcia, livre de influências e amarras políticas.

O jornalismo sério e comprometido com a verdade tem que ser imparcial, livre de amarras políticas ou influência do setor privado. Por isso, a liberdade de imprensa é extremamente importante.

O termo liberdade de imprensa remete a um dos princípios pelos quais um Estado democrático assegura a liberdade de expressão aos seus cidadãos e respectivas associações.

Esse direito é assegurado a todos os meios de comunicação social em países democráticos. Mas, infelizmente, ainda existem nações em que o governo comanda a imprensa ou exerce pressão sobre a imprensa livre.

Em 2009, uma pesquisa apontou que os países onde a imprensa foi mais livre foram a Finlândia, Noruega, Irlanda, Suécia e Dinamarca. O país com o menor grau de liberdade de imprensa foi a Eritreia, seguido pela Coréia do Norte, Turcomenistão, Irã e Mianmar.

Anualmente, a organização norte-americana Freedom House publica um relatório que mede o nível de liberdade e de independência editorial apreciado pela imprensa mundial.

Segundo a organização Repórteres Sem Fronteiras, mais de um terço da população mundial vive em países onde não há liberdade de imprensa.

O controle ao acesso da informação é prejudicial para as pessoas, pois não oferece espaço para questionamentos ou mudanças sociais. E, também é prejudicial para os jornalistas, que não conseguem desenvolver um trabalho sério e independente.

Os jornalistas que tentam burlar as amarras da intimidação da imprensa, muitas vezes acabam perdendo a vida ou são presos.

Em 2005, por exemplo, 63 jornalistas e cinco assistentes de mídia foram mortos no mundo inteiro. Hoje, o Irã é a "maior prisão do Oriente Médio para os jornalistas."

Veja Também

Como passar no concurso público?

Maiores sociólogos do mundo

Política internacional

Consciência

Desemprego

Sociologia Jurídica

Como funciona o Impeachment?