Literatura quinhentista

A literatura quinhentista é aquela que foi desenvolvida durante os anos do descobrimento do Brasil.

A literatura quinhentista é importante para o entendimento da história do Brasil. Saiba mais sobre esse período literário!

A literatura quinhentista é aquela que foi desenvolvida durante os anos do descobrimento do Brasil. Nesse período, os descobridores escreviam para relatar as características do povo e da cultura nativa do país.

As obras escritas no Brasil nesse período foram feitas por portugueses, principalmente por padres jesuítas. Essa literatura também ficou conhecida como literatura de informação ou de viagem.

A primeira manifestação literária desse período foi a carta de Pero Vaz de Caminha ao rei de Portugal. No documento, o navegador descreve as terras e os povos brasileiros, com detalhes que ressaltavam as belezas naturais e as peculiaridades do país.

A carta de Caminha foi o primeiro registro documental da literatura brasileira. O documento foi enviado ao rei no dia 1 de maio de 1500.

Esse tipo de literatura foi desenvolvido no Brasil desde a sua descoberta até a emancipação política da nação. Além de Caminha, outros nomes importantes dessa literatura foram Padre José de Anchieta e Padre Manuel da Nóbrega. Eles trabalharam com uma literatura de evangelização e catequização dos índios.

A literatura de catequese também era bastante informativa e falava sobre viagens e expedições feitas para a difusão do Cristianismo. O Padre José de Anchieta, certamente, foi o grande mestre desse gênero no Brasil Quinhentista.

A literatura quinhentista conta com poesias, sermões, cartas, textos e autos escritos em latim, castelhano, português e tupi. A literatura do período quinhentista é considerada muito importante para o entendimento da história do Brasil.

Veja Também


Concretismo

O Romantismo no Brasil

Literatura quinhentista

Análise da obra Dom Casmurro

Literatura no Brasil

Assonância