Métrica

Era muito usada a métrica na produção literária clássica.

A métrica era muito usada na produção literária clássica. Ela está exposta na apresentação dos textos e poemas que apresentam medidas e ritmos bem definidos. Ao contrário da produção literária moderna, que não segue padrões pré-definidos, as obras literárias métricas contam com um número determinado de sílabas métricas ou poéticas, cadência e harmonia de acentos tônicos.

O estudo da medida dos versos é chamado metrificação, técnica que consiste na contagem das sílabas métricas.

Gonçalves Dias foi um poeta romântico brasileiro que explorou a métrica, principalmente para a formação de redondilhas.

Poemas do tipo balada, rondó, epopéia, soneto e cordel apresentam metrificação constante.

Entre as regras da métrica temos:

É preciso juntar todas as vogais átonas (sem acento) em uma única sílaba, mesmo que pertençam à palavra seguinte;

Somente são contadas as sílabas até a sílaba tônica da última palavra do verso.

Existem variações da métrica, como a Métrica Clássica e a Métrica Medieval.

Contagem das sílabas métricas:

De es-plên-di-das-i-gre/jas = 6 sílabas

Veja Também


O Romantismo no Brasil

Literatura Gótica

Análise da obra Macunaíma

Métrica

Assonância

Ritmo