Reaproximação de Cuba e Estados Unidos

A relação entre Cuba e Estados Unidos esteve tensa desde os anos 1960.

No dia 17 de dezembro de 2014, Estados Unidos e Cuba fizeram uma reaproximação história, esse anúncio fez uma abertura para negociações econômicas, liberação de vistos para ambos os países. Esse acontecimento tem uma importância histórica, não só para os países envolvidos, mas também a países que tem conflitos centenários.

Porque os Estados Unidos e Cuba eram inimigos?


A relação entre Cuba e Estados Unidos esteve tensa desde os anos 1960, quando um grupo liderado por Fidel Castro derrubou o governo de Fulgêncio Baptista, aliado dos Estados Unidos. No mesmo ano, Cuba, ícone do comunismo da América Latina durante o período da Guerra Fria, estreitou relações com a União Soviética, principal ameaça e inimiga dos Estados Unidos.

Nesse período, as relações diplomática entre os dois países foram rompidas.

Aproximação histórica


A aproximação vem a partir dos anos 2000, após a renúncia de Fidel Castro, trouxe uma reviravolta nesse quadro. Após 15 anos de tímidas conversas, e depois de 18 meses de uma negociação de aproximação em sigilo, a aproximação foi divulgada.

Um dos principais fatores decisivos para a aproximação entre Cuba e Estados Unidos foi a intermediação do Papa Francisco, com a bênção do Papa, Barack Obama e Raul Castro formalizaram a aproximação.

Fim dos embargos econômicos


O fim dos embargos econômicos, abrem margem para criação de novas empresas, mais dinheiro nos dois países e uma economia mais forte.

Libertação de prisioneiros


Os Estados Unidos libertaram 5 agentes cubanos e Cuba libertou 53 pessoas. Essas libertações são de prisioneiros específicos.

Embaixadas abertas


As relações diplomáticas abertas entre os dois países incluem a abertura de embaixada norte-americana em Cuba e vice-versa.

Turismo livre


O turismo para Cuba será quadriplicado, estima o governo de Raul Castro.

Veja Também

Como foi o governo Lula?

Como foi o governo de Collor?

Guerra Fria

Guerra do Contestado

Consequências da segunda guerra mundial

Assembléia Constituinte de 1823