Revolução Francesa

Os revolucionários baseavam suas reivindicações nos ideais iluministas e tinham como lema: "Liberdade, Igualdade e Fraternidade”.

A Revolução Francesa aconteceu num momento de grande turbulência na França. A situação social era grave e o povo insatisfeito decidiu sair às ruas. O objetivo era tomar o poder e arrancar do governo a monarquia comandada pelo rei Luis XVI.

Os revolucionários atacaram primeiro a Bastilha. O episódio que ficou conhecido como “Queda da Bastilha” acontece em 14 de julho de 1789, e marcou o início da Revolução Francesa.

Os revolucionários baseavam suas reivindicações nos ideais iluministas e tinham como lema: "Liberdade, Igualdade e Fraternidade”.

No período em que os conflitos aconteceram, grande parte da nobreza deixou a França, mas a família real foi capturada ao tentar fugir do país. O rei Luis XVI e sua esposa Maria Antonieta foram guilhotinados em 1793.

A Igreja católica também foi prejudicada, sendo que seus bens foram confiscados durante a revolução.

Em agosto de 1789, a Assembléia Constituinte promulgou a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.

Com o fim da revolução, partidos políticos começaram a surgir na França, entre eles os girondinos, que representavam a alta burguesia, e os jacobinos, que representavam a baixa burguesia.

Entre os nomes mais importantes desse período estão o de Robespierre e Saint-Just.

Pode-se dizer que a Revolução Francesa foi importante por ter colocado fim ao sistema absolutista e de privilégios da nobreza que vigorava na França.

Veja Também


A história do carnaval

Quilombo de Vassouras

Como foi o governo de Collor?

Folclore em outros países

Esparta e Atenas

Guerra dos Emboabas