Rima

Rima é ultilizado nas contruções literárias, como versos e poemas.

A rima é um recurso utilizado nas construções literárias, como versos e poemas. Esse elemento não é obrigatório, mas quando utilizado cria uma forma de melodia e acentuação para o final dos versos.

A rima começou a ser usada na Idade Média, por trovadores. Hoje, as rimas podem ser classificadas quanto à disposição nas estrofes, e de acordo com as classes gramaticais de sua construção.

Podemos definir a rima como uma sucessão de sons repetidos com intervalos regulares ou variados.

As rimas podem ser:

Toante – quando há repetição de sons vocálicos.

Aliterante – quando há repetição de sons consonantais.

Consoante – quando há repetição de todas as letras e sons.

Aguda – quando há rimas de palavras oxítonas.

Esdrúxula – quando há rimas de palavras paroxítonas.

Ricas – quando há rimas de palavras raras.

Pobres – quando há rimas de palavras comuns.

Quanto às combinações, as rimas podem ser:

Emparelhada – quando ocorrem de duas em duas (AABB)

Alternadas – quando ocorrem de forma alternada (ABAB)

Interpoladas – quando ocorrem de forma opostas (ABBA)

Mistas – quando tudo está embaralhado (ABACDCD)

Veja um exemplo de rima interpolada - abba:

"Que nestas serras e campos A

Nossa Senhora, escondida, B

Só sai à noite, vestida B

De estrelas e pirilampos." A

(Ribeiro Couto)

Veja Também


Gênero narrativo

O Realismo no Brasil

Literatura de Catequese

Classicismo

Concretismo

Literatura Gótica