Sintagmas

Nesses casos, a dependência se estabelece entre um elemento determinado e um elemento determinante.

Os sintagmas são segmentos que estabelecem uma relação de dependência nas orações.

Sintagmas são elementos linguísticos que expressam e determinam uma relação de dependência na oração. Nesses casos, a dependência se estabelece entre um elemento determinado e um elemento determinante. Todas as frases são formadas por sintagmas.

Os sintagmas formam uma subordinação entre dois termos. Assim, cada um dos elementos pode ser considerado um sintagma.

Os sintagmas são colocados ao redor do núcleo da oração. Os sintagmas podem ser: nominal, verbal, adjetivo, adverbial e preposicional.

Podemos dizer ainda que o conceito de sintagma pode ser empregado para se referir às partes de uma sentença. A classificação dos sintagmas varia de acordo com o tipo gramatical dos elementos nucleares.

Tipos de Sintagmas:

Sintagma Nominal (SN): recebe esta denominação quando o núcleo do sintagma é um nome

Sintagma Adjetival (SAdj): recebe esta denominação quando o núcleo do sintagma é um adjetivo

Sintagma Verbal (SV): recebe esta denominação quando o núcleo do sintagma é um verbo

Sintagma Preposicional (SP): recebe esta denominação quando o núcleo do sintagma é uma preposição

Sintagma Adverbial (SAdv): recebe esta denominação quando o núcleo do sintagma é um advérbio

A análise sintática é importante para promover a compreensão do papel sintático das palavras nas sentenças. No caso da gramática sintagmática, a análise leva em conta toda a estrutura da sentença.

Ex: O verdadeiro amor nunca morre.

Sintagma Nominal – O verdadeiro amor

Sintagma Adjetiva – O verdadeiro

Sintagma Verbal – Nunca morre

Sintagma Adverbial – Nunca

Veja Também

Função Fática

Colocação pronominal

Definição de Período Composto

Orações Subordinadas

Análise Sintática

O modernismo no Brasil