Tragédia em Santa Maria

No dia 27 de janeiro de 2013, um domingo aparentemente tranquilo, o Brasil acordou com uma notícia triste e chocante: um incêndio numa boate da cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, matou 241 j

O incêndio na Boate Kiss foi a quinta maior tragédia da história do Brasil.

No dia 27 de janeiro de 2013, um domingo aparentemente tranquilo, o Brasil acordou com uma notícia triste e chocante: um incêndio numa boate da cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, matou 241 jovens, a maioria universitários.

O fato aconteceu na boate Kiss e ficou marcado como o segundo incêndio mais mortal e a quinta maior tragédia da história do Brasil. Para se ter ideia do tamanho da tragédia, o incêndio na boate Kiss superou os três maiores desastres aéreos brasileiros: o acidente com o voo 447 da Air France em 2009 (228 mortos), o voo JJ3054 da TAM em Congonhas (199 mortos) e a colisão do voo 1907 da Gol em Mato Grosso (154 mortos).

O incêndio foi causado por uma série de erros graves. Em primeiro lugar, a boate estava com uma capacidade de público bem acima do permitido, tinha alvarás de segurança vencidos e apenas uma saída de emergência. Em segundo lugar, a tragédia foi provocada por um erro grave cometido pelos músicos da Banda Gurizada Fandangueira, que se apresentava no local e utilizou um produto inflamável durante um show pirotécnico que não poderia, em hipótese alguma, ser usado em ambientes internos.

O sinalizador utilizado pelos músicos atingiu o acabemento de isolamento acústico da boate, causando o começo do incêndio. Em seguida, gases extremamente tóxicos e uma fumaça preta tomaram conta do local, dificultando a saída dos jovens. Para piorar a situação, seguranças da boate fecharam a única saída de emergência do local achando que os clientes estavam tentando deixar a boate sem pagar a comanda.

Todos esses detalhes contribuíram para que o pânico tomasse conta do lugar e para que jovens corressem para os banheiros da boate para tentar fugir do fogo. Essa situação também contribuiu para a tragédia sem precedentes, pois os banheiros eram fechados e não tinham janelas.

Nesse contexto de terror, muitos jovens morreram por intoxicação pela fumaça. Segundo relatos de sobreviventes, a fumaça preta tomou conta de todo o local em poucos minutos, antes que as pessoas pudessem perceber as chamas.

A inalação da fumaça provocou uma pneumonite química, maior causa de mortes do acidente. Essa tragédia mudou para sempre a vida na cidade gaúcha de Santa Maria e alertou as autoridades para a necessidade de fiscalização constante em boates e bares do Brasil.

Depois da tragédia, os moradores de Santa Maria passaram a receber atendimento psicossocial no Hospital Universitário da cidade. O vocalista da Banda Gurizada Fandangueira e um dos sócios da casa noturna foram presos.

Veja Também


Doutrina Monroe

Negligência Salutar

Império sassânida

Acidente de Chernobyl

Império Romano

Redemocratização brasileira