Click EstudanteLiteraturaO Romantismo no Brasil

O Romantismo no Brasil

Autor: Click Estudante

Lido: 3375 vezes

O Romantismo no Brasil

O movimento literário romântico começou a ganhar força no Brasil em 1836.

No Brasil, o Romantismo surge a partir de 1836, impulsionado pelas mudanças da sociedade brasileira. Com o romantismo, o país ganha um novo público para a literatura a partir dos romances populares.

Na época, o romance era considerado uma forma mais acessível de literatura para o grande público e isso acabou alavancando também o teatro. O Romantismo brasileiro foi marcado pelo conteúdo e pela forma.

O romantismo se torna real no Brasil pelas mãos de Gonçalves de Magalhães, que publicou a Revista Brasiliense e lançou um livro de poesias românticas intitulado “Suspiros poéticos e saudades”.

Os textos românticos expressavam o nacionalismo, exaltavam a natureza da pátria, a história e os heróis nacionais. Os índios foram personagens para muitos romances desse período.

Outra característica marcante do romantismo foi o sentimentalismo. Os autores buscavam fortalecer os sentimentos, as emoções pessoais e o subjetivismo.

Os temas recorrentes dos textos românticos eram: a saudade da infância, a morte, a idealização da sociedade, a idealização do amor e a idealização da mulher.

As principais características do texto romântico eram: verso livre, sem métrica e estrofação, e verso branco, sem rima.

O Romantismo brasileiro começou a perder força a partir de 1860, graças às transformações econômicas, políticas e sociais que o país estava vivendo. Com o fim do romantismo, o Brasil passou a cultivar uma literatura de realidade, que mostrava a luta abolicionista, a formação das grandes cidades e o ideal da República.

O ano de 1881 é considerado marco final do romantismo, e a concretização do realismo. Entre os principais autores deste período podemos destacar: Gonçalves Dias, Gonçalves de Magalhães, Araújo Porto Alegre, Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu, Junqueira Freire, Fagundes Varela, Castro Alves, Tobias Barreto e José Martiniano de Alencar

As obras mais ilustres desse período foram: “O Guarani”, “Iracema”, “Ubirajara”, “As Minas de Prata”, “O Garatuja”, “O Ermitão da Glória”, “Lucíola”, “A Pata da Gazela”, “O Gaúcho”, “O Tronco do Ipê”, “O Sertanejo”, “A Canção do Africano”, “A Cachoeira de Paulo Afonso”, “A Revolução de Minas”, “Espumas Flutuantes”, “A Noite na Taverna”, livro de contos, “Conde Lopo”, “Os Primeiros Cantos”, “Os Segundos Cantos e Sextilhas de Frei Antão”, “Últimos Cantos”, “A Moreninha”, “O Forasteiro”, “O Moço Louro”, “Os Dois Amores”, “O Culto do Dever”, “A Namoradeira”, “Contos da Solidão” e “Escrava Isaura”.

Comentários

Sugestões de Artigos

O Romantismo no Brasil
O Romantismo no Brasil

No Brasil, o Romantismo surge a partir de 1836, im...

União Gay
União Gay

A união gay trata-se do direito dos casais homesse...

Floresta Amazônica
Floresta Amazônica

A Amazônia é uma floresta formada por árvores de g...

Conheça o Protocolo de Kyoto
Conheça o Protocolo de Kyoto

Um tratado internacional feito para reduzir os gas...

Os piores acidentes nucleares da história
Os piores acidentes nucleares da históri

Three Mile Island - EUA, 28 de março de 1979 – Ess...

Futuro da educação do Brasil
Futuro da educação do Brasil

O Brasil precisa focar a educação como o caminho p...

Desenvolvimento de uma redação
Desenvolvimento de uma redação

O desenvolvimento de uma redação é a tentativa de ...

Fórmula de Bhaskara
Fórmula de Bhaskara

Algumas equações só podemos resolver com a fórmula...

Correntes demográficas
Correntes demográficas

Chegamos ao número de 7 bilhões de seres humanos h...

Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular

Esse sistema é responsável pela circulação sanguín...

Programa mais médicos
Programa mais médicos

O Programa Mais Médicos foi lançado em julho de 20...

Liberdade de imprensa
Liberdade de imprensa

O jornalismo sério e comprometido com a verdade te...

© 2016 - Click Estudante - Pesquisas e Trabalhos Escolares |